Foto: Reprodução Getty Imagens
Cirurgia Plástica

Otoplastia

Cirurgia para Orelha de Abano

Indicada para remover o excesso e/ou corrigir a cartilagem da orelha, a Otoplastia visa deixar a aparência das orelhas mais harmônica em relação ao rosto do paciente. A cirurgia é um procedimento estético que também poder ser realizado em crianças.

Foto: Reprodução Getty Imagens

Qual idade para fazer a cirurgia de correção das orelhas de abano?

Foto: Reprodução Getty Imagens

A cirurgia pode ser realizada em crianças a partir de cinco anos, idade em que normalmente se inicia a pré-escola e os incômodos com a aparência. O desenvolvimento das orelhas já esta completo nesta fase e assim podem ser corrigidas cirurgicamente.

Há limite de idade para realizar a Otoplastia?

A cirurgia pode ser realizada em qualquer idade. Adolescentes e adultos que com o passar dos anos começaram a se incomodar com a aparência das orelhas também podem realizar o procedimento.

Foto: Reprodução Getty Imagens
Foto: Reprodução Getty Imagens
Foto: Reprodução Getty Imagens
Foto: Reprodução Getty Imagens

Pré-operatório da cirurgia de orelha de abano

Inicialmente será realizada uma consulta com o médico cirurgião que analisará as orelhas e apresentará as correções necessárias. O desejo do paciente também é considerado e ajustado de acordo com o que é executável no procedimento.

Serão realizados exames laboratoriais e se necessário exames de imagem. No caso de paciente menor de idade os pais/ responsáveis serão orientados sobre os exames, anestesia e medicação realizadas no procedimento cirúrgico.

Qual a anestesia utilizada na cirurgia de orelha de abano?

De acordo com a idade do paciente o médico decidirá qual melhor anestesia sendo possível ser anestesia local, anestesia local com sedação ou anestesia geral.

A cirurgia dura cerca de 1 hora e caso o paciente seja anestesiado com anestesia local poderá, dependendo de avaliação médica, ser liberado no mesmo dia.

Como é a cicatriz na cirurgia de Otoplastia?

A incisão será realizada na junção entre a orelha e a cabeça, precisamente atrás das orelhas. Cada corpo tem um modo de cicatrização, mas normalmente após recuperação a cicatriz fica imperceptível.

Foto: Reprodução Getty Imagens

Pós-operatório na cirurgia de orelha de abano

O paciente após a cirurgia pode sentir incômodos na área e sensibilidade. Será colocada uma atadura em volta da cabeça e o paciente deve permanecer com a bandagem por alguns dias conforme determinação médica.

Após a retirada das bandagens é recomendado o uso de faixa elástica para proteger e acomodar as orelhas na posição adequada.

O médico prescreverá a medicação que deve ser utilizada em casa.  Inchaço e equimoses (roxos) são previstos normalmente por uma semana.

Foto: Reprodução Getty Imagens

O paciente deve evitar a prática de atividade física exaustiva e movimentos abruptos. Deitar somente de barriga para cima, evitando ficar de lado para não comprimir o local.

No caso de crianças é necessário observar o período a ser realizada a cirurgia para que o paciente possa realizar o repouso de forma integral. Aconselha-se que seja realizada a cirurgia em período de recesso escolar

Quanto tempo para as orelhas ficarem normais?

Cerca de três dias após a cirurgia o paciente pode retornar as suas atividades sociais, mas com precaução. Deve-se evitar a pratica de atividades físicas que geram esforço.

Foto: Reprodução Getty Imagens

Riscos da Cirurgia de Orelha de Abano

Em qualquer procedimento cirúrgico existe grau de riscos, comumente pode ocorrer:

  • Sensibilidade no local
  • Infecções
  • Dessimetria
  • Irritação na área da cirurgia
  • Demora na cicatrização

Considerações aos pais/responsáveis da criança que realizará a Otoplastia

Crianças que sofrem com baixa autoestima devido às orelhas maiores devem ser informadas sobre a opção da cirurgia e suas possibilidades.

Foto: Reprodução Getty Imagens

A preparação emocional da criança também contribui para o procedimento cirúrgico e de seu pós-operatório.

A cirurgia deve ser realizada com consentimento da criança e de forma que ela esteja ciente do que vai ocorrer. Deve haver dialogo entre os pais/ responsáveis e a criança esclarecendo dos incômodos e dos riscos da cirurgia. O desejo da criança é de suma importância para a realização da cirurgia e da recuperação no pós-operatório.

Fonte: SBCP http://www2.cirurgiaplastica.org.br/

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *