blog

Perguntas a fazer antes da cirurgia

Milhões de americanos serão submetidos a cirurgia a cada ano. É importante estar informado sobre a cirurgia que está sendo recomendada, principalmente se for uma cirurgia eletiva (uma operação que você escolheu fazer), em vez de uma cirurgia de emergência. Todas as cirurgias têm riscos e benefícios. É importante entendê-los antes de decidir se o procedimento é apropriado para você.

A seguir estão questões importantes para revisar com seu médico antes da cirurgia. Peça ao seu médico para explicar as respostas claramente e peça mais explicações se tiver problemas para entender uma explicação e/ou quaisquer termos médicos. Algumas pessoas acham útil escrever suas perguntas com antecedência. Quer saber mais sobre cirurgia, acesse http://plasticanow.com.br/

É importante lembrar que um paciente bem informado tende a ficar mais satisfeito com o resultado ou resultados de um procedimento:

  • Qual a operação que está sendo recomendada?Seu médico deve explicar claramente o procedimento cirúrgico, como as etapas envolvidas e fornecer exemplos. Você deve perguntar se existem métodos diferentes para fazer esta operação e por que ele ou ela prefere um caminho em detrimento de outro.
  • Por que o procedimento é necessário?As razões para fazer a cirurgia podem variar desde o alívio ou prevenção da dor até o diagnóstico de um problema para melhorar a função do corpo. Peça ao seu médico para explicar especificamente por que esse procedimento está sendo recomendado para você e certifique-se de entender como isso pode melhorar sua condição médica.
  • Quais são as minhas alternativas a este procedimento? Existem outras opções de tratamento disponíveis com base na minha condição médica atual?Em alguns casos, medicamentos ou tratamentos não cirúrgicos, como mudanças no estilo de vida, podem ser tão úteis para melhorar uma condição quanto a cirurgia. Seu médico deve explicar claramente os benefícios e riscos dessas escolhas para que você possa tomar uma decisão informada sobre se a cirurgia é necessária ou não. Às vezes, é indicada a “espera vigilante”, na qual o profissional de saúde monitorará sua condição ao longo do tempo para observar as mudanças e a progressão de uma doença. Você ainda pode precisar de cirurgia ou, se sua condição melhorar ou estabilizar, poderá adiar a cirurgia. Após um período de “espera vigilante”, pode-se determinar que a cirurgia ainda é a melhor escolha.
  • Quais são os benefícios da cirurgia e quanto tempo eles vão durar?É importante que seu médico descreva os benefícios específicos da cirurgia para você. Você também deve perguntar quanto tempo os benefícios normalmente duram. Alguns benefícios duram pouco tempo e podem precisar de uma segunda operação, enquanto outros podem durar a vida toda.

    Além disso, pergunte ao seu médico sobre as informações publicadas sobre os resultados do procedimento recomendado. Isso permitirá que você tome uma decisão informada e tenha expectativas realistas sobre a cirurgia.

  • Quais são os riscos e possíveis complicações da operação?A cirurgia sempre traz alguns riscos, por isso é importante pesar os benefícios contra os riscos antes da cirurgia. Peça ao seu médico para descrever as possíveis complicações, como infecção e sangramento, e possíveis efeitos colaterais que podem ocorrer após o procedimento. Certifique-se de entender quando você deve notificar seu médico ou procurar atendimento médico imediato para complicações. Você também deve discutir a dor e maneiras de gerenciar qualquer dor que possa ocorrer após o procedimento.
  • O que acontece se você não tiver a operação?Se você decidir, depois de pesar os benefícios e os riscos da cirurgia, não fazer a operação, o que acontecerá? Você precisa saber se a condição vai piorar ou se existe a possibilidade de que ela possa se resolver sozinha.
  • Devo procurar uma segunda opinião?Em alguns casos, alguns planos de saúde podem exigir que os pacientes tenham uma segunda opinião antes de serem submetidos a cirurgias eletivas. Seu médico deve ser capaz de fornecer os nomes de indivíduos qualificados que também realizam o procedimento.
  • Qual é a experiência do profissional de saúde em fazer este procedimento?Você pode minimizar os riscos da cirurgia escolhendo um profissional de saúde que seja completamente treinado e experiente na realização do procedimento. Você pode perguntar ao profissional de saúde sobre sua experiência com o procedimento que está sendo realizado, incluindo o número de vezes que ele o fez e seu histórico de sucessos, bem como complicações.
  • Onde será realizada a cirurgia?Até recentemente, a maioria das cirurgias era feita em hospitais. Hoje, porém, muitos procedimentos são realizados em regime ambulatorial ou em centros cirúrgicos ambulatoriais. Isso reduz o custo desses procedimentos, pois você não está pagando por um quarto de hospital. Certos procedimentos podem ainda precisar ser feitos em regime de internação. Sua saúde geral também é considerada ao tomar uma decisão sobre onde a operação será feita. Certifique-se de perguntar ao seu médico por que ele recomenda qualquer configuração.
  • Que tipo de anestesia será administrada?Seu médico deve informar se uma anestesia local, regional ou geral será administrada e por que esse tipo de anestesia é recomendado para o seu procedimento. Você também deve perguntar quem administrará a anestesia (como um anestesista ou uma enfermeira anestesista; ambos altamente qualificados para administrar a anestesia) e pedir para se encontrar com essa pessoa antes da operação.
  • O que posso esperar durante a recuperação?Pergunte ao seu médico o que esperar nos primeiros dias após a cirurgia, bem como nas semanas e meses seguintes. Você precisa saber por quanto tempo ficará hospitalizado, quais limitações serão impostas a você e se há suprimentos ou equipamentos especiais que você precisará quando receber alta. Saber com antecedência o que esperar irá ajudá-lo a lidar e se recuperar mais rapidamente após a cirurgia. Você também deve perguntar sobre o tempo típico que leva para uma recuperação completa para retomar o trabalho e suas atividades diárias.
  • Quais são os custos desta operação?Como os planos de saúde variam na cobertura de diferentes procedimentos, pode haver custos pelos quais você será responsável. Você precisará saber quais serão os custos específicos da operação e quanto seu seguro ou plano de saúde cobrirá. Essas informações normalmente não estão disponíveis para o profissional de saúde.

Dicas para se comunicar com seu médico

É importante comunicar seus sentimentos, dúvidas e preocupações com seu médico antes de fazer a cirurgia. As sugestões a seguir podem ajudar a melhorar a comunicação entre você e seu médico:

  • Se você não entender as respostas do seu médico, faça perguntas até entender.
  • Faça anotações e/ou peça a um membro da família ou amigo para acompanhá-lo e fazer anotações para você.
  • Peça ao seu médico para anotar suas instruções, se necessário.
  • Pergunte ao seu médico onde você pode encontrar material impresso sobre sua condição. Muitos prestadores de serviços de saúde têm essas informações em seus escritórios.
  • Se você ainda tiver dúvidas, pergunte ao profissional de saúde onde você pode obter mais informações.

Aprendendo sobre seu cirurgião

É importante ter confiança no profissional de saúde que fará sua cirurgia. Quer se trate de alguém que você mesmo escolheu, ou de um profissional de saúde ou cirurgião a quem você foi encaminhado, você pode ter certeza de que ele ou ela é qualificado. Isso pode incluir qualquer um ou todos os seguintes:

  • Pergunte ao seu prestador de cuidados de saúde primário, à sua sociedade médica local ou companhia de seguros de saúde para obter informações sobre a experiência do prestador de cuidados de saúde ou do cirurgião com o procedimento.
  • Pergunte sobre as credenciais do profissional de saúde ou do cirurgião e se ele possui certificações adicionais ou experiência na realização do procedimento.
  • Certifique-se de que o profissional de saúde ou cirurgião esteja afiliado a uma unidade de saúde credenciada. Ao considerar a cirurgia, o local onde ela é feita geralmente é tão importante quanto quem está fazendo o procedimento.
Fonte de Reprodução: Getty Imagem

Determinando os Custos do Procedimento

Antes de fazer uma cirurgia, discuta os custos com alguém do departamento financeiro no consultório do seu médico. Esses custos podem incluir o seguinte:

  • A taxa do cirurgião para a cirurgia
  • Taxas hospitalares (se precisar de hospitalização) ou taxas de centro cirúrgico ambulatorial (para serviços ambulatoriais). Verifique com o escritório de negócios do hospital sobre essas taxas. Seu médico ou cirurgião deve ser capaz de lhe dar uma ideia aproximada de quanto tempo você ficará no hospital.
  • Cobrança separada para outros serviços.Você também será cobrado separadamente pelos serviços profissionais de outras pessoas que possam estar envolvidas em seus cuidados, como o cirurgião assistente, anestesista e outros consultores médicos.

Verifique com seu plano de saúde antes da cirurgia para ter certeza de qual parte dos custos você será responsável. Se os custos previstos apresentarem um problema, discuta outras soluções financeiras com seu médico antes da cirurgia. O Blog Plastica Now detalha outras coisas importante para uma cirurgia, veja a seguir https://plasticanow.com.br/

Obtendo uma segunda opinião

Pedir uma segunda opinião a outro profissional de saúde ou cirurgião é um passo importante para garantir que esse procedimento específico seja a melhor escolha para você. Uma segunda opinião pode ajudá-lo a tomar uma decisão informada sobre o melhor tratamento para sua condição e pode ajudá-lo a avaliar os riscos e benefícios em relação às possíveis alternativas à cirurgia.

Vários planos de saúde agora exigem e pagarão para que os pacientes obtenham uma segunda opinião sobre certos procedimentos não emergenciais. O Medicare também pode pagar para que os pacientes obtenham uma segunda opinião. Mesmo que seu plano não exija isso, você ainda pode pedir uma segunda opinião.

Se você decidir obter uma segunda opinião, verifique com seu plano de saúde se ela está coberta. O seu prestador de cuidados de saúde primário ou hospital pode fornecer-lhe nomes de prestadores de cuidados de saúde qualificados. Certifique-se de obter seus registros médicos do seu primeiro profissional de saúde para que o segundo não precise repetir exames e procedimentos.

Lembre-se, no caso de cirurgias de emergência, a cirurgia deve ser feita o mais rápido possível. Muito provavelmente, não haverá tempo para obter uma segunda opinião. A necessidade de obter uma segunda opinião deve sempre ser ponderada em relação à gravidade e urgência da condição médica.

                                                   

facebook
Twitter

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *